Primeiras Impressões: Ganbare, Douki-chan A estreia divertida, envolvente e com sonhos picantes, que você pode acompanhar nesta temporada

EricPaixao
(Redator)
@EricPaixao
Ganbare, Douki-chan
© AtelierPontdarc / Ganbare, Douki-chan

Ficha Técnica – Ganbare, Douki-chan

Gênero: Ecchi, Comédia, Romance.
Estúdio: AtelierPontdarc
Baseado em: Mangá
Data de estreia: 20 de setembro

Estreou neste dia 20 de setembro, a adaptação para anime Ganbare Douki-chan (Senpai Is Mine) de Yom, animação em formato ONA e baseada no mangá que começou sendo publicado no próprio Twitter do autor, os episódios são curtos com 6 minutos em média, mas que vai agradar quem gosta do gênero com suas pequenas histórias, então se você é igual a mim e gosta de animes cheio de fan service, aconselho assistir está comédia romântica.

A história é sobre dois colegas de trabalho, Douki-chan e Douki-Kun que vão dormir no mesmo quarto “acidentalmente”, devido a um suposto erro de um hotel durante um evento de trabalho e que depois percebemos que tudo foi meramente planejado pela Douki, para ter um momento a sóis com o seu colega de trabalho e poder fazer ele perceber que ela é completamente apaixonada por ele. Estas tentativas de romance entre os dois e as “batalhas” com as demais personagens que virão aparecer nos próximos episódios e que também estão apaixonadas por ele, vão gerar muitas histórias engraçadas e picantes durante o decorrer do anime.

Apenas uma nota negativa (pelo menos na minha opinião), é mais uma comédia romântica onde o protagonista masculino, não faz ideia e não percebe que tem um harém inteiro de muheres completamente apaixonadas por ele, Douki-chan até imagina os dois fazendo amor como um bom casal sempre que possível, e faz de tudo para que o Douki-kun perceba o amor dela, mas o rapaz não consegue perceber.

A animação é bem trabalhada, feita pelo estúdio AtelierPontdarc, que mesmo sendo um dos seus primeiros trabalhos, fez uma animação bem envolvente, com a direção de Kazuomi Koga (Rent-A-Girlfriend), a composição de Yoshiko Nakamura (Super Lovers, Monthly Girls’ Nozaki-kun) e a direção de som de Yuki Morikawa, Ganbare Douki-chan retrata de forma realista a textura das roupas, expressões fofas e situações emocionantes com muita tentação, apresentando muitos destaques satisfatórios.

Sinopse:

Sem o conhecimento do seu colega de trabalho, Douki-chan nutre secretamente sentimentos por ele. Enquanto Douki-chan luta para confessar seus sentimentos, suas rivais, tanto a Kouhai-chan quanto a Senpai-chan, continuam a disputar o afeto dele.

Expectativas:

Como um bom amante de comédias românticas com cenas ecchi, eu tenho uma alta expectativa sobre este anime que, pela análise do primeiro episódio, está até mais divertido do que o mangá, pois mesmo sendo um curta, consegue contar a história de cada episódio de forma perfeita, fazendo a gente se envolver com a trama e até mesmo torcer pela protagonista. Mas deixando claro, se você é um fã do gênero, caso contrário, talvez o roteiro não te chame muita atenção.

Vale a pena acompanhar Ganbare, Douki-chan, e ver está garota apaixonada se esforçando e batalhando contra as investidas de suas colegas de trabalho, para conseguir conquistar o amor de Douki-Kun de todas as formas mais divertidas possíveis.

Nota: 4.5 / 5.0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

3.5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments