A obstinação dos protagonistas dos mangás de esporte que nos fazem querer sair do sedentarismo Narrativas que saem do mangá diretamente para a vida real

Welerson Silva
(Redator do Blog)
@welcr_silva
Mangás de esporte
© Mangás de esporte

Você aprecia mangás de esporte? Não é nem um pouco insólito acompanharmos algo e este algo, de alguma forma, nos motivar a realizar algum feito. Os animes e mangás são uma clara representação disto. Vide os famosos cosplayers. Eles nascem a partir de uma série que chamou a atenção e passou a ser de grande importância em sua vida.

Mais que simples histórias, os animes e mangás possuem a forte capacidade de influenciar pessoas. Ademais, transmitir ideias e valores. Afinal, os pilares de um bom shounen estão aí para provar essas difusões: amizade, esforço e vitória.

E um gênero que atua bastante na vida de muitas pessoas, inclusive na minha, é o esportivo. Venho lendo mangás de esporte há alguns anos e, por incrível que pareça, sempre me dá uma vontade enorme de praticar o esporte em questão. Mesmo que eu posso não ter domínio nenhum.

Mas é aí que está a grande questão. Em sua maioria, os mangás de esporte vendem um protagonista totalmente leigo que, aos poucos, vai compreendendo, amadurecendo e se tornando bom naquilo. Não é preciso ser o ás da quadra, do campo, do que for. É preciso apenas dar o primeiro passo e se manter determinado.

Mangás que inspiram

Acompanho Hajime no Ippo, de George Morikawa há bastante tempo. Digamos que a história de Ippo foi o ponta pé inicial para minha paixão por mangás de esporte. Tanto é esse amor que, em 2019, eu comprei um saco de areia e luvas para treinar. E, na época, quando comecei a história, cogitei a ideia de disputar campeonatos.

Recentemente iniciei mais dois mangás: Haikyuu!!, de Haruichi Furudate e Slam Dunk. A propósito, Slam Dunk foi escrito e ilustrado por Takehiko Inoue, mesmo autor de Vagabond. Já escrevi sobre este outro título de Inoue por aqui. Caso queira saber um pouco mais, dê uma olhada no texto sobre Vagabond.

Mangás de esporte
© Mangás de esporte

Enquanto Haikyuu!! é um mangá sobre vôlei, Slam Dunk aborda sobre basquete. E, como já era de se esperar, o desejo de jogar ambas as modalidades cresceu. O problema é não conhecer ninguém para interagir e começar a praticar. Mas a vontade com certeza existe.

Além do mais, também como material de entretenimento, funcionam perfeitamente. É uma emoção atrás da outra. Aliás, lembro-me até hoje das fortes sensações que cada luta de Hajime no Ippo proporcionava. Era um teste para cardíacos.

O ritmo, suas individualidades e igualdades nos mangás de esporte

No que tange à narrativa, cada um possui uma forma diferente de abordar suas histórias. O começo é diferente, porém, entretanto, todavia, nem tanto assim. Quando pegamos, por exemplo, o começo de Slam Dunk, vemos a diferença quando comparado a Haikyuu!! O ritmo de Slam Dunk é mais tranquilo inicialmente do que o de Haikyuu!!.

Na história dos jogadores de basquete de Shohoku, o clima é mais agradável. Já em Haikyuu!! o clima pesa um pouco desde o início entre os membros da equipe. Não obstante, a rivalidade entre os protagonistas está presente logo em seus inícios. O mesmo acontece com Hajime no Ippo.

Porém, sobretudo, a determinação é igual para todos os personagens de todas as obras supracitadas. Por fim, fica aquela ideia apresentada no início deste texto: não importa se você é bom ou nunca ouviu falar do esporte em específico. O que realmente importa é sua tenacidade. Sua vontade de superar obstáculos e ser um vencedor.

Mangás de esporte
© Mangás de esporte
SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.