O fardo de ser o melhor… Vale a pena buscar certos objetivos?

Fabio Andrade
Boku no Hero Academia
©Boku no Hero Academia

Vivemos em uma sociedade em que as pessoas preferem parecer do que ser, uma sociedade mesquinha que acha que ser feliz é ter dinheiro, diplomas do nível superior ou ter o carro do ano, muitas vezes somos tão envolvidos por questões como essas que corremos o risco de também nos tornarmos mesquinhos, altivos, etc. Molière escreveu uma peça chamada de “O Burguês Fidalgo”, nesta peça o referido burguês descobre que esteve falando em prosa “em todos esses anos sem saber”, ou seja, foi tão envolvido pela sociedade que nem percebeu, será que não somos assim?

Após a forçada aposentadoria de All Might em Boku no Hero, em função de seu combate com o All For One, se observa que Endeavor assume o lugar de herói numero 1, e isso é um fardo pesado demais para ele, como o mangá está mais adiantado, se pode observar melhor lá, quero destacar uma conversa poderosa entre Endeavor e All Might, nessa fala Endeavor pergunta: O que é ser o herói numero 1?

Boku no Hero Academia
©Boku no Hero Academia

Peço permissão a você – jovem otaku, de perguntar: o que é ser o número 1? Por que almejamos isso? O que se ganha com isso? Fama? Dinheiro? Mulheres? Homens? Status? “Amigos”? Eu me faço constantemente essas perguntas, por que muitas vezes almejamos essas coisas? Por que muitas vezes achamos que o gramado do vizinho é mais verde que o nosso? Por que muitas vezes diminuímos nossa rigidez ética para alcançar alguma ambição? Stephen Kanitz escreveu um artigo maravilhoso com o tema “ética e ambição”, e neste artigo ele defende muito bem que o problema não é ter ambições, e sim, não ter ética.

Devemos buscar a excelência em tudo o que fazemos, isso é o dever de cada um de nós, mas buscar ser o “melhor” é um fardo pesado demais, basta você estudar a vida das pessoas que são “número 1” em suas áreas, muitas delas sofrem depressão por não aceitarem o fato de perderem a posição, a grande lição que All Might deu a Endeavor vale para todos nós, SEJA VOCÊ MESMO, seja o melhor que você puder ser, se o melhor que você puder ser te levar a ser o número 1, ok – vida que segue, mas que o nosso foco seja em ser a melhor versão de nós mesmos, sem vaidade, sem arrogância, fazendo assim, ajudaremos a produzir uma sociedade melhor, ou pelo menos ajudaremos a melhorar o ambiente que vivemos.

E ai, o que achou do post?

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

23
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
12 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
RégisFabio AndradeferreiraRodrigoRONALDO S TEIXEIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
André
Visitante
André

O ser humano é movido pelo poder. Ser o número um significa ser aquele que tem mais poder, ou seja, aquele que pode ter tudo o que quiser, ser tudo o que quiser e controlar as outras pessoas para fazerem o que quiser. Naturalmente, se todas as pessoas pudessem ter tal poder, a sociedade não poderia se manter. Então criamos institutos religiosos e morais, regras sociais de convívio, leis, com a intenção de coibir esse tipo de pensamento e comportamento, buscando a sobrevivência e a coexistência social. Porém, se pararmos para analisar bem, a nossa sociedade não busca a igualdade… Read more »

José
Visitante
José

Muito bom

Mendes Lucas
Visitante
Mendes Lucas

Adorei, sinceramente me fez olhar com novos olhos as coisas, o modo como vc usou as palavras foi perfeito e o Negócio é se contentar com o que temos, mas também não deixarmos de sonhar, sem invadir ou manipular o outro para alcançar o que foi almejado. Lindo essa publicação

Renan Santos
Visitante
Renan Santos

A cerca de 19 anos sempre consegui ser o melhor em tudo o que fiz e quis. Sempre alcancei com meu esforço e trabalho duro, pela minha vontade de fazer as coisas acontecerem, e por sempre ser a mudança que desejei para o mundo, já que todos parecem estar cansados e sem iniciativa… Mas isso tem um alto preço. Assim como Saitama, de One Punch Man, acabei perdendo meu senso de humanidade. Em suma, possuo uma vida acadêmica impecável, e vislumbro um belo futuro profissional. Mas acabo por ser a única criatura viva que precisa estudar, fazer amostra de conteúdo… Read more »

Leheart
Visitante
Leheart

Uau incrível , gostei pra caramba do Post e do conteúdo que foi muito bem escrito!

Ewerton
Visitante
Ewerton

Que post perfeito

Fuyuki
Visitante
Fuyuki

Nunca parei para refletir sobre isso, e é verdade. Deve se buscar o melhor de si todos os dias, para tornar o mundo e a nós mesmos melhores.
Obrigado pela reflexão e um ótimo fim de ano!

Carlos Alberto Correa Junior
Visitante
Carlos Alberto Correa Junior

De que adianta perguntar nossa opinião sobre artigos filosóficos com temas tangenciais a mangas e animes? No final se for um comentário q vc goste, tudo bem. No entato, se alguem disser pq não gostou, vc simplesmente cita Voltaire. Vc tem um potencial enorme, seu artigo fala de esforço, ética, ambição e ostentação. Não está ruim, mas achei que foram abordadas muitas coisas superficialmente e pelo q já vi vc escrever, vc poderia ter começado melhor. O último parágrafo está perfeito.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Você realmente não entendeu a mensagem desse artigo hauhau

RONALDO S TEIXEIRA
Visitante
RONALDO S TEIXEIRA

Muito bom, mostrar aspectos de tema atual, levanta reflexão e visão comportamental que se tem muitas vezes não percebida, que se adquire com os novos tempos

ferreira
Visitante
ferreira

carai man, lendo esse artigo lembrei do Mamba Mentality do kobe bryant.. muito bom

Régis
Visitante
Régis

Nunca imaginei que uma pesquisa aleatória no Google sobre Boku no Hero me traria a uma página dessa, que conteúdo bacana, e realmente relevante você constrói aqui, apenas continue, porque pelo menos pra mim vc já fez a diferença!