Os Mistérios em Kumo Desu ga, Nani ka? [com spoilers] A dona aranha subiu pela parede e finalmente saiu do labirinto

Bolinhodearroz
Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Com a chegada da nova temporada de animes no ar, os que foram lançados na temporada passada já alcançaram seu final. Muitos foram chocantes, outros não merecem nem ser comentados e outros deixaram várias lacunas abertas que nos fazem duvidar de nossos próprios olhos por não perceber os detalhes minuciosos ali e, entre esses, está So i’m spider, disponível na Crunchyroll.

Para aqueles que não lembram ou não notaram, no início da temporada de inverno, a mesma que vos fala, fez um post sobre as primeiras impressões de Kumo Desu ga, Nani ka? (So I’m a Spider, So What?), pelo estúdio Millepensee. Então vamos aqui prosseguir com uma análise final do que foi essa primeira temporada do anime.

Primeiramente, essa é uma zona para aqueles que assistiram o anime, pois a minha intenção é deixar uma área aberta para debates sobre o que vai rolar daqui para frente na história. Portanto, se não quiser levar nenhum tipo de spoiler, recomendo passar para um dos vários artigos excelentes disponíveis em nossa plataforma.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Agora, indo para o que realmente interessa: o que diabos está acontecendo nesse anime? Obviamente ninguém que caiu de paraquedas no enredo estava preparado para as reviravoltas que foram se mostrando do meio para o final da temporada.

Basicamente, seus primeiros episódios deram a entender que seria um anime focado em um grupo de estudantes que reencarnaram em outro mundo (após algum evento desastroso em sua escola que matou todos ali), em que sua grande maioria apareceu como humanos mesmo, mas uma minoria como outros tipos de seres: até agora vimos uma reencarnada como um pet dragão terrestre e outra como uma aranha selvagem, que sabemos ser a protagonista dessa história. Inicialmente pareceu que a vida dessa aranha seria uma espécie de slime 2, mas aparentemente vai muito mais além do que um ser diferente que só evolui.

Durante os acontecimentos, acompanhamos os perigos e as superações da pequena aranha que descobre que consegue evoluir suas habilidades e seu nível à medida que explora a dungeon e derrota outros seres mais poderosos, porém em cada parte de sua história, temos lições diferentes sobre a profundidade de todos aqueles eventos e também vamos sendo apresentados a mais mistérios sobre aquele mundo.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Por ser a protagonista, automaticamente somos impelidos a torcer por ela e ansiar pela sua evolução para sair logo daquele lugar terrível, ao mesmo tempo que também vamos nos apegando ao mundo dos humanos (que também eram colegas da protagonista na outra vida) e tendo mais empatia pelas tragédias e pelo que eles também estão passando, mas os últimos episódios dessa primeira parte da temporada nos levaram a crer que ambas as histórias irão convergir para um único ponto e parece que não será de uma forma boa.

E é aqui que temos o primeiro mistério: o anime deu a entender que o enredo que acompanhamos da aranha aconteceu no passado e o dos humanos está acontecendo no presente, com uma diferença de 15 anos, então as histórias não estão em sincronia, certo? Certo! Mas outra coisa que também deixaram no ar é que ela pode não ter mais a forma de uma aranha, após diversas evoluções que ela foi conseguindo durante sua trajetória de anos.

Porém a pergunta que fica é: no que ela se tornou após conseguir essa evolução para um humanóide? No anime vemos uma Rei Demônio que declara guerra contra os humanos e massacra um grande exército, incluindo o grupo dos heróis, em que um deles é o irmão de um dos reencarnados, e enquanto vemos as cenas que focam nela, vamos recebendo diversas pistas óbvias de que é ela a protagonista em sua última forma de evolução. No entanto, está tudo óbvio demais, como se eles quisessem que tiremos conclusões precipitadas e apostássemos nessa personagem como sendo a protagonista de 15 anos atrás, então devemos ter cuidado com as teorias nesse anime.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Ainda assim, existe uma personagem ali presente que tem ainda mais chances de ser nossa aranha: a garota de capuz branco. Dessa forma, vou apontar aqui alguns dos motivos sobre essa teoria de que seja ela: assim como em sua vida passada, ela vive pelos cantos, escondida dos holofotes e de cabeça baixa; outra coisa é a sua cor, já que ela possui a predominância da cor branca por todo seu corpo (cabelos e roupas), assim como é a aranha protagonista; e, por último, mas não menos importante, enquanto a outra deixa muito óbvio todas as pistas, o enquadramento de câmera sempre deixa essa garota em uma evidência discreta em relação aos outros personagens presentes, sobretudo enquanto a Rei Demônio conta histórias de seu passado (que são as mesmas da protagonista). Então, se pensarmos bem, existem mais pistas fortes de que a garota de capuz seja a aranha principal, do que a outra vilã.

E aqui temos uma deixa para outro questionamento: ela se tornou uma vilã, então? Sendo ela a subordinada de capuz da Rei Demônio, ou até a própria Rei Demônio, todos eles estão atacando os humanos e massacrando-os. Porque essa guerra agora e porque ela estaria envolvida contra os humanos? Independente da sua espécie atual, em uma outra vida ela também foi uma humana e ela também ainda não apresentou nenhum sinal de que possui um lado negativo assim, por isso essa é uma “reviravolta” – deixemos entre aspas, por enquanto, até descobrirmos quem é ela na história do presente – completamente inesperada.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Além disso, todo o enredo do anime começou a levar em uma direção muito confusa, porque a próxima temporada terá que, não apenas responder os mistérios que surgiram durante os últimos episódios, como também ir preenchendo essa lacuna de 15 anos entre os personagens e estabelecer essa conexão dos demônios, as aranhas e os humanos.

Não podemos ignorar também o nível que a história alcançou, seja na sua animação ou no próprio enredo, e como despertou um interesse genuíno em muitos, como eu, que subestimaram o anime no início. O desenvolvimento da aranha que enfrentou diversos perigos e foi ficando ainda mais forte, chegando a conseguir matar um dragão terrestre totalmente apelão – e vencer – é digno de destaque.

Aquela pequena aranha que começou focada apenas em sobreviver, agora só quer evoluir e superar seus próprios medos, tornando-se um ser tão poderoso que fez medo a um dos magos mais famosos do reino. Além de tudo isso, também devemos lembrar que ela teve contato direto com alguém chamado “administrador D” que se apresenta como a cabeça por trás de todo aquele mundo e a pessoa responsável por reencarnar aqueles alunos e lhes dar habilidades, como um jogo, apenas para se divertir observando até onde tudo chegaria.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

E esse assunto nos leva a outro questionamento também –olha só como o anime só deixou vários mistérios para trás-: porque a personagem, que faz parte de uma religião que busca Deus, quer matar todos aqueles que possuem a habilidade “Tabu“? Tive uma pista sobre isso após a protagonista alcançar o nível 10 em Tabu e, pelas minhas conclusões, tudo isso vai muito além do que apenas uma heresia.

Quando a dona aranha chegou nesse nível 10, automaticamente ela recebeu todos os conhecimentos acerca daquele mundo, todos mesmo. Como surgiu, como se desenvolveu, toda a história ali e como as coisas podem chegar a um estado cataclísmico. Então, seria essa “ordem de Deus” uma espécie de grupo que busca esconder os mistérios daquele mundo, que as respostas podem ser encontradas em quem alcança o nível máximo em “Tabu“? Será que essa pessoa que se identifica como “administrador D” estaria por trás disso também? Essas perguntas parecem ser aquelas que só serão respondidas perto do final de toda a história, junto com as descobertas finais do que realmente está acontecendo.

Além de tudo isso, também temos dois aspectos para refletir: quem é a aranha que apareceu no final (escondida nas sombras)? E como é gritante a aparência real da personagem para os outros ali, em comparação ao que é apresentada para nós. Sobre a primeira questão aí, cabe inúmeras interpretações e teorias, como: talvez ela não ter sido a única que reencarnou como aranha e que uma outra aranha (no caso a preta que surgiu de repente no final) seja essa que evoluiu também até se tornar Rei Demônioapenas teorias -.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Agora, sobre a aparência da protagonista, faz total sentido que os outros personagens a vejam de uma maneira assustadora e nós não, afinal ela é de uma espécie de monstro perigoso para eles e suas características são ameaçadoras mesmo, mas como ela é uma protagonista e precisa ser mais “apresentável” e dinâmica para o público, em suas cenas ela estará sempre caricata e com personalidade para conduzir a história de uma maneira melhor, mais atrativa e típica do Japão.

E, em meio a todas essas perguntas, o que sabemos é que o anime não fica pra trás (em todo o seu conjunto) das outras obras em destaque nas últimas temporadas, porém ainda não tem a mesma proporção de Re:zero e Mushouku Tensei, por exemplo. Apesar de uma boa animação, ainda peca em algumas partes, mas ainda se mantém com aspectos excelentes e seu enredo também merece muito mais créditos pela parte geral do público, tratando um tipo de história envolvente de diversas maneiras e com uma profundidade surpreendentemente interessante, além das inúmeras referências da cultura nerd/geek durante os episódios.

As relações sociais ali presentes são, ao mesmo tempo, imprevisíveis e justificáveis, porque sabemos que todas as turmas normais das escolas possuem diversos tipos de rixas e o que chamamos de “panelinha”, segregando os que são “esquisitos” dos “populares”, mas essa divergência de personalidades, após a reencarnação, foi muito além do bullying e chegou a separar os mocinhos dos vilões. O quanto ainda precisamos saber para entender a relação daqueles alunos e o quanto alguns são realmente apegados, só o tempo dirá, por isso seria muito bom ter, em breve, a segunda parte da primeira temporada.

Kumo Desu ga, Nani ka?
©Millepensee / Kumo Desu ga, Nani ka?

Assim, para finalizar, o que poderia ser a história de uma aranha fofa, ficou bem brutal também. Mesmo sendo monstros, eles não nos pouparam a selvageria dos ataques e os momentos em que ela os devorava e deixava apenas os ossos, sem contar as cenas entre humanos e dos próprios monstros na luta pela sobrevivência onde os fracos são os primeiros a morrer e a nossa aranha só observou tudo para aprender a ser a mais forte e a mais esperta.

Mas é isso, por enquanto é tudo que temos até agora. Para quem quiser, pode esperar a segunda parte da primeira temporada – que já foi confirmada – ou buscar a light novel para ler e acompanhar a história.

Então, deixem aí suas opiniões e teorias para a primeira parte de So i’m a spider e comentem também se esse anime vale ou não à pena a espera da segunda parte. Lembrando que ele está disponível na plataforma da Crunchyroll para quem quiser assistir.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jader Coelho
Jader Coelho
3 meses atrás

Eu desisti de acompanhar não aguentei o desnecessário da História

John
John
16 dias atrás

Apenas os fracos desistem, esse anime foi o melhor que vi nos ultimos anos!

jonathanmss
9 dias atrás

tirando a parte dos humanos q era mto ruim. o enredo do anime é excelente.

Tem seus problemas, mas não considero importantes a ponto de dropar o anime.