Ottoman é o herói que toda esposa deseja ter Mangá segue a vida de um homem comum que ganha habilidades ao ser possuído por um alienígena

Welerson Silva
(Redator do Blog)
@welcr_silva
© Mangá Ottoman
© Mangá Ottoman

Ottoman, o herói que defende tanto a paz do mundo como também a do seu próprio lar! Assim nos é apresentado este herói que é motivado pelo amor de sua esposa. Aliás, a relação dos dois é algo que qualquer solteiro deseja ter. Embora eu tenha achado a guria meio apática, é fato o quanto ela ama Souya, o protagonista do mangá. E é este amor que faz de Souya um homem de valor, ao mesmo tempo que um aspirante a herói.

Souya é um homem comum, que trabalha com design. Porém, sua paixão é outra. Ele tem um sonho de ser mangaká. Vendo que seu esforço não é recompensado como deveria e como sente-se desgastado com a rotina de trabalho, cada vez mais Souya sente que deveria apostar em seu sonho.

Uma cena maravilhosa do mangá é o momento em que ele desabafa para sua esposa como se sente e trás à tona seu sonho. Ela prontamente o apoia. Mesmo sabendo das dificuldades, ela se dispõe, até, a trabalhar mais para ajudá-lo nas despesas da casa. E, basicamente, é desta forma que a relação dos dois é pautada: conversa, compreensão e confiança. Porém, nem tudo são flores. E o fato do sonho de Souya ser difícil, não é a maior problemática da narrativa.

© Mangá Ottoman
© Mangá Ottoman

Seres alienígenas invadiram a terra?

Por se tratar de primeiras impressões… eu não disse que era primeira impressões? Bom, agora estou dizendo. Por se tratar de primeiras impressões, tudo ainda é meio incerto. Como esses seres chegaram à terra ainda não foi revelado (não até onde eu li). Mas o fato é que eles são perversos. Logo nas primeiras páginas vemos cenas deveras pesadas.

Contudo, assim como existe o lado mal, também também existe o lado bom. Eis que surge então o alienígena do bem chamado Gibura que, futuramente, irá se fundir ao protagonista e lhe dar poderes. Contudo, antes disto, o contexto. Em suma, esses aliens acabam chegando até a casa de Souya, onde somente sua esposa estava. Acho que o resto é bastante óbvio.

O mangá deixa claro desde o início o quanto Souya é um louco apaixonado por sua esposa e como ele faria qualquer coisa por ela. Ademais, eu não quero entregar muita coisa aqui neste texto, mas, enfim, Souya e o Gibura, se unem para resolver o caso. O que acontece com a esposa de Souya? Você terá que ler para descobrir.

© Mangá Ottoman
© Mangá Ottoman

Comparando e analisando o mangá Ottoman

A narrativa não é nem um pouco original. Isso não é um problema. Não deveria ser, pelo menos. O design do personagem transformado é, de certa forma, interessante. O alienígena em sua forma original também. Além do mais, ele parece um outro personagem conhecido, mas eu não consigo me lembrar qual.

Ademais, também temos alguns golpes que são, no mínimo, engraçados. Que Souya ama sua esposa, não é novidade. Em função disso, o mangá acrescenta nome para os golpes relacionados ao amor. Por exemplo, “punho explosivo do amor” ou qualquer coisa do gênero. Fora o desfecho do golpe desferido, onde emerge um grande coração. Está na cara que a ideia era ser algo engraçado e tosco. Mas claro, no bom sentido da crítica.

Por fim, Ottoman me remeteu a um outro mangá que tem uma base bem parecida, principalmente a ideia de confiança que o protagonista adquire após ser possuído pelo alien. Fora isso, há também a relação dos dois, que parece que será baseada em confiança e repleta de momentos que serão cômicos. E este mangá é Kiseijuu (Parasyte). Eu não sei se o autor(a) se inspirou nele para produzir sua obra, mas que faz referência, isto é um fato. Porém, cada um possui suas particularidades.

© protagonista e sua esposa
© Mangá Ottoman

Finalizando as primeiras impressões do mangá Ottoman

Em síntese, é um mangá interessante. Acredito que valha a pena dar uma conferida nele. Aparentemente parece ser um mangá bem recente no mercado, estando ainda em publicação.

Novamente, reiterando, por se tratar de primeiras impressões, a visão sobre Ottoman, aqui, é limitada. É possível que o mangá ganhe ótimas proporções e seja incrível. Contudo, só dá para saber se de fato ele irá vingar dando continuidade. Mas, antes de tudo, é preciso dar o ponta pé inicial.

Deixe nos comentários o que você achou do mangá Ottoman!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.