Fuufu Ijou, Koibito Miman ganha seu primeiro trailer O anime chega em outubro

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Fuufu Ijou, Koibito Miman
©Fuufu Ijou, Koibito Miman

No site oficial da adaptação em anime do mangá escrito e ilustrado por Yuuki Kanamaru, Fuufu Ijou, Koibito Miman (More Than a Married Couple, but not Lovers), foi publicado o primeiro vídeo promocional do projeto. O vídeo confirma que a estreia está marcada para outubro no Japão e revela os detalhes da produção do projeto.

Foi relatado anteriormente que Liyuu apresentará a música-tema de abertura “TRUE FOOL LOVE”, enquanto Nowlu fará a música-tema de encerramento “Stuck on You”.  O Studio Mother é o estúdio responsável pelo projeto, recentemente co-produzindo a segunda temporada de Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou.

Elenco:

  • Saori Onishi como Akari Watanabe;
  • Seiichiro Yamashita como Jiro Yakuin;
  • Saki Miyashita como Shiori Sakurazaka;
  • Toshiki Masuda como Minami Tenjin.

Sinopse:

O mangá é centrado no estudante do terceiro ano do ensino médio Jirou Yakuin, que contrata sua parceira, gyaru Akari Watanabe, para o projeto de “treinamento matrimonial” da classe sobre a prática de ser um casal. Jirou é o oposto de Akari, mas os dois sabem que se fizerem direito, podem trocar de parceiro para acabar com seus respectivos interesses amorosos, então se obrigam a agir como o casal perfeito.

Mais sobre:

Junichi Yamamoto (Otona no Bouguya-san) dirigirá o projeto nos estúdios Studio MotherNaruhisa Arakawa (Yaku nara Mug Cup mo, Yosuga no Sora) está supervisionando os roteiros. O ilustrador Chizuru Kobayashi (Pandora Hearts) será responsável pelo design de personagens.

Kanamaru começou a publicar o mangá na revista Monthly Young Ace da editora Kadokawa em março de 2018. A editora publicou o sexto volume compilado em 4 de junho, seguido pelo sétimo em 3 de dezembro no Japão. Este é o trabalho de estreia da autora de forma serializada.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.