Kimetsu no Yaiba é acusado de ser ‘sexista e inapropriado’ A preocupação com o cenário do próximo arco está gerando a polêmica

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Kimetsu no Yaiba
©Kimetsu no Yaiba

Diferentes fóruns de comentários no Japão compartilharam alguns fragmentos de artigos da mídia que compilam e explicam uma situação gerada entre o público feminista contra a produção animada de Kimetsu no Yaiba, apontando-a como “sexista e inadequada”.

As feministas têm criticado as supostas diferenças de gênero apresentadas em cada produção de animação nos últimos anos. Em particular, aqueles que regularmente postam atualizações infinitas no Twitter são conhecidos como “ツ イ フ ェ (Twi-Femi)” e às vezes são assustadores. Assim, a franquia Kimetsu no Yaiba, que atualmente faz um sucesso incomensurável, também se tornou o alvo deste segmento da população.

O novo projeto anunciado para esta franquia é a segunda temporada da adaptação animada, que se intitula ‘Kimetsu no Yaiba: Yuukaku-hen’, e cuja história, como o título sugere, se passa em Yuukaku, um ‘distrito da luz vermelha “onde se oferecia serviços de prostituição no Japão Antigo.”

Alguns usuários do Twitter têm apontado que este novo desenvolvimento narrativo é ” impróprio” para uma série que se destina a crianças. Assim que os detalhes da segunda temporada foram revelados, se destacou um comentário dizendo: “Eu me pergunto como eles planejam explicar o funcionamento do Yuukaku para as crianças. Gostaria de ver como eles vão mostrar a vocês que pessoas que morreram de sífilis ou fome nesses lugares. Eu acho que é bom que eles mostrem a dura realidade que foi vivida se eles fossem uma série R15, mas é muito cedo para crianças saberem sobre isso. Não li o mangá, então não sei como a história se desenrola, mas se eles explicarem de uma ‘forma romântica e leve’ então será pior.

De acordo com outras feministas, a franquia de animação Kimetsu no Yaiba também contém muitos elementos sexistas. No entanto, aqueles conhecedores da franquia no papel apontaram que várias heroínas têm arcos completos dedicados às suas batalhas e desenvolvimentos. Além disso, é evidente que de acordo com a época em que a história original se passa, deve haver um certo grau de discriminação contra as mulheres, de modo a não apresentar um equívoco sobre o que foi a verdadeira história do Japão. Por outro lado, os bairros “Yuukaku” não são apenas apresentados como algo bonito para os homens, mas também mostra a crueldade que foi vivida nos bastidores.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jean
Jean
1 mês atrás

Aí, aí, tinha que ser feminista pra falar merda.

Euzinho
Euzinho
1 mês atrás

Kimetsu no Yaiba pra criança…? Q

Gabrielle
Gabrielle
1 mês atrás

Eu li o mangá, e sinceramente, não me lembro de ninguém fazendo grandes críticas ao arco em si. Mas, eu imaginava que quando o anime chegasse nessa parte, surgiriam esses tipos de comentários e apontamentos…😥