Kingdom – Anime receberá uma quarta temporada A sequência estreará na primavera de 2022

Igor Kakuhama
Kingdom
©Kingdom

Através do site oficial de adaptação animada do mangá de Yasuhisa HaraKingdom –  foi anunciado que a série terá uma quarta temporada, que estreará na primavera de 2022. Novos detalhes sobre esta produção serão divulgados em breve. Além disso, o primeiro visual do anime foi compartilhado nas redes sociais para a sequência, estrelado pelo personagem Cheng Jiao. Na imagem promocional você pode ler a frase “Eu sou o próximo“.

Kingdom
©Kingdom

Sinopse:

O mangá histórico de Hara gira em torno do escravo Xin e seu sonho de se tornar um grande general para o estado de Qin. Xin ajuda Ying Zheng, o jovem rei Qin que compartilha seu desejo de unificar a China, a subir ao poder dentro do estado. Xin faz todo o possível para se tornar um comandante superior de um exército capaz de derrotar os Sete Estados em Combate.

Mais sobre:

Kenichi Imaizumi (Katekyo Hitman Reborn!, Brynhildr in the Darkness, After School Dice Club) está dirigindo o anime no Studio SignpostNoboru Takagi (The Legend of the Galactic Heroes: Die Neue These, Golden Kamui, Baccano!, Altair: A Record of Battles) é responsável pelos roteiros da série. Hisashi Abe (Sorcerer Hunters, Berserk (2016), Psycho-Pass: Sinners of the System) está projetando os personagens.

A nova temporada cobrirá o arco Alliance do mangá. Os membros do elenco que retornam incluem Masakazu Morita como Shin (Xin), Jun Fukuyama como Ei Sei (Yin Zheng) e Rie Kugimiya como Karyou Ten (He Liao Diao).

O mangá começou a ser lançado em 2006 tendo ganho em 2012 uma série anime com animação pela NHK, Sougou Vision e estúdio Pierrot.

Kingdom foi o 2º mangá que mais cópias vendeu em 2020, apenas sendo superado por e Kimetsu no Yaiba e conseguindo a proeza de bater One Piece.

A obra também inspirou uma adaptação cinematográfica de live-action, que estreou no Japão em 19 de abril.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.