Estúdios da White Fox pedem desculpas por práticas sexistas em recrutamento Acabamos de saber da existência da Lei da Igualdade de Oportunidades no Emprego

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Re:Zero
©Re:Zero

O estúdio de animação japonês WHITE FOX emitiu um pedido de desculpas em sua conta oficial no Twitter por supostamente se envolver em práticas de contratação discriminatórias de gênero. A página de contratação do estúdio supostamente anunciava uma posição de assistente de produção especificando uma mulher com menos de 26 anos.

Aparentemente, a mídia não pôde confirmar essa informação, já que nem sempre todos os estúdios que abrem contratações são rastreados, mas um cache da página de recrutamento especificou um ‘homem ou mulher com menos de 26 anos‘, e a página agora diz “uma pessoa com menos de 30 anos”, indicando que ele vem sendo alterado.

Em uma série de postagens no Twitter que o diretor representante do estúdio, Gaku Iwasa, escreveu pessoalmente, ele explicou que a empresa havia anunciado a posição dessa maneira desde o início da empresa e que ‘acabou de saber da existência da Lei da Igualdade de Oportunidades no Emprego‘. A lei, aprovada no Japão em 1972, exige oportunidades iguais de emprego para homens e mulheres.

Iwasa pediu desculpas por causar inconveniência a outras pessoas e causar distúrbios tarde da noite no horário do Japão. ‘Nós nos esforçamos para melhorar o ambiente de trabalho enquanto estamos abertos para aprender coisas fora da nossa zona de conforto‘, acrescentou Iwasa. A WHITE FOX foi fundada em abril de 2007 e produziu animes como Re:Zero kara Hajimeru Isekai Seikatsu, STEINS;GATE, STEINS;GATE 0, Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou, Jormungand, Jormungand Perfect Order, Gochuumon wa Usagi desu ka?, Girls ‘ Last Tour e AKAME ga KILL!, entre outros.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.