Ijiranaide, Nagatoro-san recebe críticas antes mesmo de seu lançamento Falem mal mas falem de mim....

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Ijiranaide, Nagatoro-san
©Ijiranaide, Nagatoro-san

Com estreia marcada para abril, o primeiro vídeo promocional da adaptação animada do manga Ijiranaide, Nagatoro-san foi recém publicado com apenas algumas poucas cenas do projeto. No entanto, para o Twitter, foi mais do que suficiente para os puritanos acusarem o programa de ser “excessivamente sexualizado” e “pornográfico“, além de chamarem qualquer um que goste dessa franquia de “racista” ou “pedófilo“. Veja algumas das publicações mais destacadas:


“Esta de agora em diante parece uma série terrível com um conceito que só poderia atrair pessoas terríveis”, com a resposta “É uma boa série, mas com certeza atrairá pessoas desagradáveis”.


“O rosto dos perfis racistas nos próximos anos”.


“Quantas pessoas racistas veremos com Nagatoro em sua foto de perfil?”

 


“LMAO, você realmente tem que ser um verdadeiro perdedor para ficar animado com essa merda.”

“Sim, esta será a próxima coisa a ser excessivamente sexualizada”

As críticas negativas sobre este anime com certeza aumentarão exponencialmente quando ele estrear, e os fãs não poderiam estar mais do que animados com isso, afinal, as constantes críticas de Uzaki-chan wa Asobitai! não impediu que fosse produzida uma segunda temporada, pelo contrário, só ajudou a série a continuar.

Sinopse

Quando um estudante introvertido do ensino médio conheceu uma garota chamada Nagatoro, sua vida desmoronou. Primeiro, ela observou cuidadosamente a reação dele ao abuso verbal que recebeu de outras garotas maliciosas, percebendo que, na realidade, parece ser o que ele precisa, então ela começa a provocá-lo também. Em breve ficará cada vez mais óbvio (para o leitor, não para o personagem) que as provocações de Nagatoro não são maliciosas, mas na verdade são bastante coquete e mostram um leve interesse romântico.

Mais sobre

Hirokazu Hanai está dirigindo o anime na Telecom Animation Film StudiosTaku Kishimoto é o responsável pela composição da série. Misaki Suzuki é responsável pelo design dos personagens. Gin (BUSTED ROSE) será o responsável pela musicalização da série.

Nanashi tem publicado o mangá no site Pixiv e na plataforma Magazine Pocket da editora Kodansha desde novembro de 2017.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments