Conheça Kyoukai no Rinne, Criaturas sobrenaturais, romance e muita comédia O anime é baseado no mangá de mesmo nome, escrito por Rumiko Takahashi.

Welerson Silva
(Redator do Blog)
Kyoukai no Rinne
©Kyoukai no Rinne, Brain’s Base

Sinopse do anime

Kyoukai no Rinne é um anime de comédia romântica com uma pegada sobrenatural, escrito por Rumiko Takahashi, onde, constantemente, youkais (uma classe de criaturas sobrenaturais do folclore japonês) são retratados nos episódios. Ao total, foram produzidos 50 episódios. A história segue contando a trajetória de Rinne Rokudo, um garoto que é parte humano, parte shinigami e seu envolvimento com a humana Sakura Mamiya.

Kyoukai no Rinne
©Kyoukai no Rinne, Brain’s Base

Como tudo começou…

Em um determinado dia, Sakura Mamiya estava andando pelo quintal de sua avó quando, misteriosamente, é levada para um universo alternativo. Apesar de voltar para seu mundo sã e salva, ela recebeu a habilidade de enxergar seres sobrenaturais.

Imaginem como deve ser estranho e assustador passar sua infância visualizando espíritos de pessoas que já morreram. Mas Sakura não demostrava medo ou nenhuma sensação similar a esta. Embora seja algo estranho, aparentava sempre uma indiferença à tudo que ocorria em sua volta.

Kyoukai no Rinne
©Kyoukai no Rinne, Brain’s Base

O início promissor de uma grande relação

Quem conhece Rumiko Takahashi já sabe a forma que ela conduz seus trabalhos, isso principalmente na esfera do romance. Ela sempre consegue fazer com que as coisas fluam de forma natural, deixando tudo coeso e emocionante. Assim foi com InuYasha, uma de suas obras mais aclamadas. Em Kyoukai no Rinne não é diferente. Rumiko consegue desenvolver uma boa relação entre estes dois personagens também.

Inicialmente, há sempre uma certa rejeição, mas que, aos poucos, é quebrada por conta do vínculo que eles passam a ter, já que ambos estudam juntos. Tudo começa a mudar quando Sakura percebe que Rinne constantemente some das aulas ou deixa de ir, isso porque, nas horas vagas, ele atua como exorcista espiritual. Isso chama a atenção de Sakura e, como ela também possui a habilidade de ver esses seres, ela passa a ajudar Rinne na procura, no entender das situações e também a solucioná-las. A partir daí, mesmo ainda com uma relutância, eles começam a construir uma paixão correspondida, cada qual a sua maneira.

Kyoukai no Rinne
©Kyoukai no Rinne, Brain’s Base

Os relacionamentos secundários estranhamente interessantes

É fato que em alguns dos casos, em muitas outras obras, quando temos um foco principal de dois personagens se relacionando, parece que, por alguma razão, todos os demais que são abordados na obra se tornam não tão atrativos quanto o dos personagens principais. Em Kyoukai no Rinne o mecanismo é diferente.

Por mais que a relação entre Rinne e Sakura seja empolgante, os demais vínculos de outros personagens também conseguem agradar, seja de um par que já esteja consolidado no anime, ou mesmo de alguém que morre de ciúmes por duas pessoas estarem começando a se entender e criar algo novo a partir daquilo.

Kyoukai no Rinne
©Kyoukai no Rinne, Brain’s Base

É comédia que não acaba mais

Não bastando o anime ser tudo isso que já foi dissertado até o momento, ele possui um dos gêneros que mais acho da hora nos animes: a comédia. Enquanto todos estes eventos vão se desenrolando, Kyoukai no Rinne aborda tudo sob a perspectiva de um viés cômico, o que deixa cada episódio mais interessante e estimável de assistir.

Kyoukai no Rinne
©Kyoukai no Rinne, Brain’s Base

Considerações finais

Não estaria mentindo em dizer que Rumiko sabe desenvolver bem seus trabalhos como mangaká, isso principalmente em seu gênero de especialidade: comédias românticas. Aos que conhecem a autora e admiram seu trabalho, este é mais um anime para acompanharem, pois vale muito a pena cada episódio.

E aí?! Conheciam este anime? Deixem nos comentários a opinião de vocês, queremos saber!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.