Nem branco, nem preto – Gon e sua ideologia cinza A complexidade e a profundidade de um personagem tão amado por tantos fãs

Bolinhodearroz
Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

Aqueles que acompanham muitos animes shounens e, entre eles, Hunter x Hunter, hão de concordar com a singularidade dos personagens desse anime entre tantos estereótipos já marcados nesse gênero tão popular. Por isso, Gon Freecss será o personagem analisado hoje para entendermos como essa história escrita por Yoshihiro Togashi possui tantas nuances interessantes para se observar.

Em Hunter x Hunter, acompanhamos a história de quatro personagens principais: Gon, Killua, Kurapika e Leorio, sendo Gon e Killua os dois protagonistas foco de grande parte dos episódios. Gon Freecss, com seus 12 anos, sai da ilha onde cresceu para se tornar um Hunter e conseguir encontrar seu pai, porém nada seria fácil na vida desse garoto e é durante essa jornada que acompanhamos o seu desenvolvimento no mundo com seus obstáculos.

Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

Quando conhecemos o personagem, já imaginamos que ele seria o típico protagonista shounen, totalmente bom, piedoso e que pensa nos outros mais do que em si mesmo, mas o que Togashi nos entrega é uma personalidade ainda mais profunda. Jamais irei dizer que o Gon não é bom e não pensa no próximo, porém existem detalhes marcantes nessa ideologia própria que precisamos analisar muito bem antes de colocá-lo nos estereótipos comuns.

Gon é um garoto puro, inocente e bom, mas que não segue um padrão de filantropia exacerbada, muito pelo contrário, apesar de não aprovar determinadas ações, se for para ganho próprio, ele não se importará de sacrificar outras pessoas em seu lugar. E onde vemos isso claramente? Bem, lá nos episódios da prova Hunter, quando ele precisa observar o Hisoka para conseguir roubar o número dele, Gon percebe que só conseguiria a chance ideal quando usasse alguma isca para distrair seu adversário, por isso ele observa calmamente até que outros candidatos chegassem perto para que Hisoka atacasse (e matasse, porque ele não é de deixar outros vivos de graça) e, assim, conseguir alcançar seu objetivo para vencer na prova e se tornar um Hunter.

Portanto, eis uma situação que jamais veríamos acontecer com Midoriya ou Naruto, por exemplo. E é, justamente, a partir dessa cena que começamos a enxergar o Gon de uma maneira um pouco mais detalhista, visto que sua evolução fica ainda mais interessante conforme os episódios passam. Um fato importante também é que, após esse momento contra o Hisoka, algo cresce dentro do garoto que torna-se o ápice do que ele seria futuramente.

Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

Dá pra perceber que o Hisoka foi uma parte fundamental na evolução do Gon, pois a sede de revidar e alcançar o adversário foi o elemento primordial para a motivação do garoto em ficar mais forte e quanto mais ele observava o inimigo, mais algo fervia dentro dele. Assim, enquanto ele chegava a tremer de medo e ansiedade por uma luta contra o adversário, o Hisoka, bem.. vocês já sabem como ele reage quando pensa em lutar contra o Gon.

Hisoka, no momento do tão esperado confronto, falou uma coisa importante: que suas personalidades opostas se atraem, portanto essa diferença era o que mais acentua o desejo de uma luta séria. Em resumo: o garoto, apesar de ser o oposto do adversário, ainda compartilhava o mesmo anseio por uma boa luta.

Mas Gon ainda é aquele tipo de personagem que “nunca amadurece”, pois vemos todos os outros personagens da história evoluírem e seguirem uma jornada mais estável e madura, enquanto que o garoto continua seguindo buscando encontrar seu pai e apenas reagindo aos acontecimentos do caminho, em uma espécie de loop, onde a única coisa que evolui é o seu poder.

Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

Gon é um personagem aparentemente simples, que se destaca como o protagonista no anime em sua incessante busca pelo pai. No entanto, ao contrário da grande maioria dos protagonistas no gênero shounen, onde é muito comum termos personagens claramente “bons” e com uma ética impecável, aqui no mundo de Hunter x Hunter nada é só preto no branco.

O garoto, na verdade, é muito ingênuo. Ele não possui um filtro do que é certo e do que é errado, apenas segue o que acha melhor. Ele abre a mente para tudo o que o impressiona e age muito mais por instinto do que por julgamentos. O Gon é um garoto puro, mas suas emoções o controlam a todo o momento.

Ele só confia em tudo e todos, como fez até mesmo com Pitou, confiando na palavra dela de que salvaria o Kaito, até ter a certeza de que nada daquilo aconteceria. E é nessa confiança que ele se apega em diversos momentos da história. Seus amigos são tudo o que ele tem e tudo o que ele mais preza, mas quando necessita deles e sabe que talvez isso os prejudique, ele continua seguindo a sua vontade.

Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

Embora nos episódios da busca por Killua, ele afirmasse que Kurapika e Leorio não precisavam continuar insistindo com ele e se arriscando, compara-se esse momento a quando ele só confiava em Killua para amortecer a bola do jogo de queimada no arco Greed Island e a sua motivação determinada em ganhar deixou-o que não se preocupasse nas lesões que seu amigo teria como resultado.

Contudo, apesar de ter uma ética própria, ele ainda se qualifica como qualquer ser humano comum. Ele é egoísta, é cabeça dura e não se importa com o que é certo ou errado, mas ainda é bom, é companheiro e se preocupa com quem ele mais gosta. Gon é o tipo de pessoa que podemos confiar como melhor amigo, pois ele estará sempre por você até as últimas consequências, mas ele ainda é uma criança que só enxerga seus próprios objetivos.

Quando o observamos no tão famoso arco das formigas quimera é que mais notamos a sua falta de maturidade e como sua evolução se baseou apenas em poder. A personalidade e a alma desse garoto permanecem puras e intocadas até o momento da fatídica explosão de raiva contra Pitou (já destacada aqui no site) e, logo em seguida, após ele se recuperar daquela transformação repentina, ele volta a seu caminho de busca por Ging como se nada tivesse acontecido. Aliás, parece muito que ele regressou ao início de tudo, onde não sabia da existência do Nen e só pensava em seu pai.

Hunter x Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter x Hunter

Ainda assim, ele consegue estar entre alguns dos personagens mais profundos dos animes, com sua personalidade imutável, porém inocente e dúbia, reagindo de acordo com seu coração nas situações favoráveis ou não e sempre pensando nos amigos, mas sem largar seus objetivos e vontades. Um garoto genioso que quer trilhar seu próprio caminho, a qualquer custo, mas que também pensa no que seria a melhor solução para todos. As características egoístas e a busca para se tornar mais forte, pode-se dizer que foram herdadas de seu pai, o Ging, mas como  o mistério da mãe de Gon nunca foi solucionado, não temos como saber se seu companheirismo saiu dela ou foi fruto da ótima criação que teve de Mito-san.

Um ser humano muito perspicaz, mas sempre lento para entender muitas coisas da vida, Gon se destaca para todos que o encontram como uma alma única, moldando seus amigos, feitos pelo caminho, não com o famoso “poder da amizade”, mas sim com sua determinação, teimosia, talento para adquirir muito poder e pela sua ingenuidade em não diferenciar o certo do errado, segundo as normas sociais. O jovem não é nem preto, nem branco, ele não se encaixa entre o padrão dos protagonistas shounen, como o Naruto que pode ser duro às vezes, mas está disposto a tudo pelo bem até mesmo de quem o humilhou por tanto tempo.

Em Gon não vemos sempre essa “piedade”, é claro que várias vezes ele demonstra uma bondade excessiva com o próximo, mas apenas quando ele acredita ser necessário, porque em momentos onde é ele ou o outro, ele irá escolher a si próprio. E aqueles que viram, por exemplo, o arco das formigas quimera, podem se lembrar como ele foi ríspido com o Killua, diante de Pitou, e como que ele quase não deixava a formiga salvar a menina inocente da morte. Ele só queria salvar o Kaito, ter aquele que admirava como uma “figura paterna” de volta à vida e apenas isso. Ao notar que era impossível, ele apenas “surtou” e se deixou consumir por toda a sua raiva, empregando a si mesmo a tão famosa “condição do Nen”, onde escolheu sacrificar sua vida e toda sua jornada, apenas por um momento de vingança brutal.

Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

É nesse momento que percebemos como ele ainda não amadureceu como o esperado, durante tantos caminhos trilhados até ali, porque sua inocência e sua pureza lhe fizeram fechar os olhos para o que realmente estava acontecendo, porque nada mais importava, nem mesmo salvar a humanidade daqueles inimigos tão poderosos, ele só queria se livrar daquela culpa que sentia e da perda de alguém que tanto admirava. Após tantos episódios, Gon por ter em si tantas camadas interessantes, esquecemos que ele é apenas uma criança. Ele não é o herói em Hunter x Hunter, na verdade, ninguém ali é. Todos possuem a cor cinza em suas personalidades, porque perpassam por todas as nuances do que é “bom” e do que é “questionável”.

Assim, por mais breve que pareça essa análise, é preciso observar com muita cautela e enxergar todos os detalhes das inúmeras e profundas camadas de um garoto bom, mas que só quer seguir seus objetivos e estar ao lado daqueles que mais gosta. O que é mais interessante é que ele não se importa com as consequências de ser tão cabeça dura, egoísta e persistente.

Hunter x Hunter
©Madhouse / Hunter x Hunter

Mas é isso, comentem aí o que pensam desse personagem tão singular e compartilhem também mais detalhes, caso eu tenha deixado passar algo. Hunter x Hunter é uma história mais complexa do que pensamos!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
ana clara
ana clara
1 mês atrás

eu amo vc porque vc e a melhor tava tanto querendo ver isso