Porque o HIDIVE ainda não deu certo no Brasil? Conheça-o e saiba os motivos...

Gabriel Barcelos
(Redator do Blog)
Hidive
©Hidive

Já há alguns anos, nos acostumamos a acompanhar os animes via Streaming, seja eles Simulcast ou não. Inicialmente com a Crunchyroll e posteriormente com a Netflix e a Amazon Prime Video. Mas além destes há também um, que por muitos é desconhecido, o HIDIVE. O motivo disso em parte é culpa da própria empresa, venha saber porque.

Sobre o HIDIVE:

Ele surgiu após a descontinuação do site Anime Network Online, ao qual possuía muitos títulos pertencentes a Sentai Filmworks. Basicamente ele surgiu do próprio Anime Network, contendo boa parte do seu catálogo, e a partir de então passaria a lançar tanto os títulos de catálogo como também os Simulcast da Sentai. Em julho de 2017, o serviço se expandia para América Latina, trazendo alguns animes selecionados em português e espanhol latino.

Porque ainda não deu certo no Brasil?!

Assim como citado anteriormente, em julho de 2017 o HIDIVE, passou a estar disponível para assinantes da América Latina, incluindo alguns títulos selecionados com legendas em nosso idioma. Porém, apesar de no início tudo indicar para um novo serviço de Streaming, não só para competir como também para complementar o que já era feito pela Crunchyroll na região. Isso não ocorreu tão bem assim.

O serviço já chegou sem qualquer divulgação devida, ficando restrita a sites especializados que ficam de olho no mercado. Também chegou sem ter um catálogo grande o suficiente, sendo que muitos deles nem sequer possuíam legendas, mesmo estando disponíveis na região.

Então esperamos, e esperamos, na expectativa do serviço finalmente ter os pouco mais de 100 títulos disponíveis na região  legendados em português, o que nunca veio a acontecer. Um detalhe é que boa parte dos títulos legendados, já estão disponíveis na sua concorrente Crunchyroll, ficando então, uma minoria de animes exclusivos realmente legendados.

Nem mesmo nos Simulcast que poderiam ser a saída para popularização do serviço, havia um real esforço em oferecer todos as obras simultaneamente com legendas.

No início da empreitada até que vimos um avanço nesse quesito, começando com alguns dos títulos sendo lançados simultaneamente (ou quase), até que na temporada de janeiro de 2018, todos os títulos da temporada estavam chegando legendados, mesmo que com algumas horas de diferença dos EUA.

Porém alguns meses depois a situação regrediu, tendo novamente, apenas alguns títulos sendo legendados por temporada.

Até que no fim de 2018, nenhuma obra estava sendo legendada, e as mesmas acabaram sendo transmitidas no Crunchyroll, e isso se sucedeu por 2 temporadas subsequentes ( a de Inverno 2019 e Primavera 2019), porém na atual temporada (Verão 2019), vimos mais um retrocesso, além de não legendar seus títulos simultâneos, a parceria com a Crunchyroll aparentemente também se desfez, deixando então, todos os animes da temporada sem legendas oficiais.

Definitivamente não vimos um real esforço para que o serviço realmente desse certo por aqui, com grandes títulos exclusivos sem legendas, além de uma perspectiva não muito boa para um avanço real da empresa.

Hidive
©Hidive

Conclusão:

Em resumo a empresa chegou com o pé esquerdo, o HIDIVE não era conhecido e da forma que veio não ficaria facilmente. Apesar de iniciar um avanço no início de 2018, só decaiu ao ponto de que nenhum título simultâneo seja transmitido de forma oficial na atual temporada (Verão 2019).

Houve inclusive rumores quanto a dublagem de alguns animes, mas visto o retrocesso, vejo que precisarão de muito mais para dar certo, já que a imagem que a empresa passou após tudo isso é de descaso com os assinantes latino americanos.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
trackback

[…] Obs: Como não sei muito sobre o Hidive, eu resolvi fazer algumas pesquisas sobre o Hidive, e esse artigo em si é baseado em um outro artigo feito pelo pessoal do AnimeUnited . […]