Hayao Miyazaki faz comentário inusitado sobre o sucesso do filme de Kimetsu no Yaiba Eu preciso catar meu lixo!

Matheus Henrique
(redator de noticias)
Hayao Miyazaki - Kimetsu no Yaiba: Infinity Train
©Hayao Miyazaki – Kimetsu no Yaiba: Infinity Train

O famoso diretor Hayao Miyazaki realizou uma entrevista para o tabloide Flash e respondeu algumas perguntas sobre o sucesso do filme anime Kimetsu no Yaiba: Infinity Train (Gekijouban Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha Hen).

Hayao Miyazaki foi abordado no momento que estava realzando a limpeza da área externa de sua casa. O repórter o questionou sobre a bilheteria do filme que ultrapassou 20.4 bilhões de ienes (197.9 milhões de dólares), passando a bilheteria de A Viagem de Chihiro no Japão.

O diretor respondeu de forma curiosa que:

“Bem, isso não me preocupa. É melhor para a harmonia no estúdio se a bilheteria retorna e isso, aquilo e o outro não são realmente uma preocupação. É melhor trabalhar o mais duro possível.

E complementou:

“Eu não vi isso. Eu também não assisto a maioria das outras coisas. Eu não assisto TV e não assisto filmes. Eu sou apenas um velhote aposentado catando lixo. “

Hayao Miyazaki também foi questionado sobre o desapontamento dos fãs do filme A Viagem de Chihiro com o longa sendo ultrapassado e afirmou que:

“Eu realmente não me importo com isso. Porque sempre há inflação neste mundo. Eu tenho que pegar o lixo … ”

Houve também uma pergunta relacionada a produção do longa Kimi-tachi wa Dou Ikiru ka (How Do You Live?), mas o diretor disse para a Toho, distribuidora do longa no Japão, ser questionada sobre esse assunto.

Kimetsu no Yaiba: Infinity Train
©Kimetsu no Yaiba: Infinity Train

Sinopse:

Japão, era Taisho. Tanjiro, um bondoso jovem que ganha a vida vendendo carvão, descobre que sua família foi massacrada por um demônio. E pra piorar, Nezuko, sua irmã mais nova e única sobrevivente, também foi transformada num demônio. Arrasado com esta sombria realidade, Tanjiro decide se tornar um matador de demônios para fazer sua irmã voltar a ser humana, e para matar o demônio que matou sua família. Um triste conto sobre dois irmãos, onde os destinos dos humanos e dos demônios se entrelaçam, começa agora. 

Mais sobre:

O mangá de Koyoharu Gotouge já inspirou um anime de televisão que estreou em abril de 2019.

Os principais membros da equipe da série anime estão retornando para a sequência. A TOHO e a Aniplex estão lidando com a distribuição do filme.

Haruo Sotozaki (Tales of Zestiria the X, Tales of Symphonia the Animation) dirigiu o anime na Ufotable (Fate / Zero, Kara no Kyoukai, Katsugeki: Touken Ranbu) também foi creditada pelos scripts. Akira Matsushima (Maria Watches Over Us, Tales of Zestiria the X) foi o designer de personagens, com Miyuki SatouYouko Kajiyama e Mika Kikuchi servindo como designers de sub-personagens. Yuki Kajiura (Sword Art Online, Fate / Zero, Madoka Magica) e Gou Shiina (Tales of Zestiria the X, Juni Taisen: Zodiac War, God Eater) compuseram a música. Hikaru Kondo produziu a série.

O mangá estreou na revista Weekly Shonen Jump em fevereiro de 2016.

A série de mangás está inspirando um novo jogo para smartphone intitulado Kimetsu no Yaiba: Keppuu Kengeki Royale além de um jogo de ação separado para PlayStation 4, intitulado Kimetsu no Yaiba: Hinokami Keppuutan.

Além disso, o mangá inspirou dois romances e uma peça de teatro.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments