Hayao Miyazaki pode voltar a dirigir longa metragem em animação Diretor apresenta proposta enquanto trabalha em um curta para o Museu do estúdio Ghibli

Vitor Nascimento
(Podcaster)
@ifusic
Hayao Miyazaki
©Hayao Miyazaki

O aclamado diretor de A Viagem de Chihiro, Lupim III, Laputa: O Castelo no Céu, entre outros, Hayao Miyazaki, revelou neste domingo (13) que a rede de televisão NHK quer voltar a dirigir um longa-metragem. A declaração aconteceu há exatos 3 anos após o anúncio da aposentadoria de Hayao que atualmente estava trabalhando em Kemushi no Boro, um curta planejado para o Museu Ghibli.

Durante a entrevista, Miyazaki disse que não estava satisfeito com a produção de um projeto em formato de curta, e por isso apresentou ainda no mês de agosto uma proposta de um longa-metragem. Curiosamente, a produção levaria cerca de 5 anos, ou seja, Hayao teria 80 anos ao fim do processo. Porém, no cronograma apresentado, o diretor sugeriu que o filme poderia ser concluído até 2019, antes dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tókyo.

Apesar de não ter recebido o aval para a produção, Miyazaki decidiu iniciar o projeto de qualquer maneira, e para isso ele planeja criar cerca de 100 cortes de metragem.

Mesmo após anunciar aposentadoria, Hayao confirmou que continuará animando curtas para o Museu Ghibli. O curta de 12 minutos, Kemushi no Boro, só deve ser concluído no ano que vem, e só será exibido no museu, em Tókyo. A história foi planejada por Miyazaki por quase 20 anos e deve surpreender os sortudos que assistirem. Segundo o diretor,  Kemushi no Boro é “uma história de uma lagarta minúscula e peluda, tão pequena que pode ser facilmente esmagada entre os dedos”.

FONTE: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.