Kimetsu no Yaiba – Homem é preso no Japão por tentar gravar o filme Mesmo com todo o sucesso esse é o primeiro caso flagrado de pirataria do filme

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Kimetsu no Yaiba
©Kimetsu no Yaiba

O departamento de Polícia da Prefeitura de Chiba relatou a prisão de um homem de 53 anos por gravar o filme Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen com seu telefone celular dentro de um cinema na cidade de Chiba. O homem foi identificado como trabalhador de uma empresa da mesma cidade e sua prisão ocorreu no dia 26 de março.

De acordo com o relatório do inquérito policial, o homem é acusado de ter violado a Lei de Prevenção à Gravação Não Autorizada de Filmes e a Lei de Direitos Autorais em vigor por ter gravado cerca de trinta minutos do filme Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen em dezembro de 2020, dentro das instalações de um cinema na cidade de Chiba.

O homem admitiu as acusações e lembrou que fez as gravações dos momentos mais importantes, para “revivê-los” depois. Na verdade, uma organização formada por diferentes cadeias de filmes em todo o Japão vem implementando campanhas para evitar gravações não autorizadas dentro das salas de cinema e informar o público sobre as consequências legais que isso acarreta se for descoberto.

De acordo com o Departamento de Polícia da Prefeitura de Chiba, enquanto Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen rapidamente se tornou o filme de maior bilheteria em toda a história do Japão, este incidente é apenas o primeiro a ser detectado pela polícia, e também é a primeira prisão por esses encargos feitos relacionados a esta produção.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments