Yuru Camp utiliza imagens do Google Maps para seus cenários Não é o primeiro anime a utilizar este recurso

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Yuru Camp
©Yuru Camp

Em novembro de 2020, o anime original de Jun Maeda e os estúdios P.A.WORKS, Kamisama ni Natta Hi, foi criticado dentro e fora do Japão por cometer um erro em sua produção. Acontece que a cena de fundo em uma cena foi tirada diretamente do Google Maps e arranjada para apresentação, no entanto, a equipe não removeu a marca d’água “© 2019 Google”.

Uma situação semelhante foi detectada no segundo episódio da segunda temporada de Yuru Camp (Laid-Back Camp), onde também é possível notar uma marca d’água do Google no canto superior esquerdo do cenário.

Yuru Camp
©Yuru Camp
Yuru Camp
©Yuru Camp

De acordo com os japoneses, não é incomum que conjuntos reais sejam convertidos em conjuntos de anime após algumas correções de design. No entanto, isso não deve ser confundido com “cenários inspirados”, onde, por exemplo, os cenários são recriados do zero com base em locais da vida real. Porém, embora sejam técnicas aprovadas, os fãs acreditam que não faria mal olhar para esses detalhes que, no final das contas, acabam se tornando pontos negativos para a produção.

Sinopse:

A história segue duas jovens. Rin gosta de acampar sozinha ao longo dos lagos que oferecem uma vista panorâmica do Monte Fuji. Nadeshiko adora fazer viagens de bicicleta sozinha para lugares onde pode ver o Monte Fuji. Depois de se conhecerem, Rin e Nadeshiko fazem acampamentos, comem ramen e juntas apreciam a paisagem.

Mais sobre:

Masato Jinbo, diretor da sequência de animação de abertura do anime principal, está dirigindo a adaptação na C-station. Mutsumi Ito, o escritor de vários episódios do anime principal, está escrevendo e supervisionando o anime, e Mutsumi Sasaki está retornando como designer de personagens e diretor de animação. Yoshiaki Kyougoku, diretor do anime principal, está supervisionando, e a DeNA Contents Planning está produzindo.

Além de Heya Kyan, um filme está sendo planejado. O primeiro anime estreou em janeiro de 2018.

Afro lançou o mangá na revista Manga Time Kirara Forward, da Houbunsha, em 2015.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments