Crunchyroll pode ser vendida para a Sony? Por enquanto não houve nenhum fechamento de negócio, e parece que podem haver outros compradores

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Crunchyroll
© Crunchyroll

O site The Information informou que a AT&T ofereceu a venda da Crunchyroll para a Sony por US $ 1,5 bilhão, citando como fonte “três pessoas familiarizadas com a situação”. A Sony teria “recusado” o preço, que avalia o serviço de streaming em US $ 500 por assinante. De acordo com outra “pessoa familiarizada com o assunto”, a AT&T avaliou anteriormente a Crunchyroll em US $ 400 por assinante.

Além disso, o site de notícias de entretenimento Variety informou que a AT&T definiu um preço inicial de pelo menos US $ 1 bilhão para a venda da Crunchyroll e a empresa está oferecendo o serviço de atreaming a compradores potenciais, além da Sony Pictures Entertainment. Ainda de acordo com o site, esse valor é “muito maior do que a empresa espera obter” pelo serviço.

O The Information notou que as discussões podem mostrar “a disposição da AT&T de vender ativos valiosos para reduzir sua dívida de $ 151 bilhões“. O site informou em maio que a WarnerMedia, uma subsidiária da AT&T, estava considerando vender a Crunchyroll. No entanto, a WarnerMedia supostamente tomou a decisão de permitir que seu novo CEO Jason Kilar, que assumiu a função em maio, “avaliasse o negócio e a estratégia”.

Sobre as empresas:

A Sony Pictures Television e a Aniplex consolidaram três empresas de aquisição e distribuição de anime: Funimation com sede nos Estados Unidos, Wakanim com sede na França e Madman Anime Group com sede na Austrália – em uma joint venture em setembro. A Sony Pictures Television Networks adquiriu uma participação majoritária na Funimation por US $ 143 milhões em 2017. A Funimation encerrou sua parceria de compartilhamento de conteúdo com a Crunchyroll em novembro de 2018 e assinou um acordo de streaming inicial com a Hulu.

A Crunchyroll ultrapassou três milhões de assinantes e 70 milhões de usuários registrados em 28 de julho. O serviço atingiu mais de dois milhões de assinantes em outubro de 2018 e mais de um milhão de assinantes em fevereiro de 2017. O serviço foi lançado em 2006 como um serviço de streaming que oferecia títulos de anime sem autorização. O site garantiu US $ 4,05 milhões em seu financiamento de primeira rodada da Venrock e começou a licenciar títulos para streaming em 2008.

O Grupo Chernin adquiriu uma participação majoritária na Crunchyroll em dezembro de 2013. Este e a AT&T formaram a joint venture Otter Media em 2014 que investiu outros US $ 22 milhões na controladora Ellation da Crunchyroll em novembro de 2015. A AT&T então anunciou em agosto de 2018 que adquiriu toda a Otter Media.

A Crunchyroll e a Viz Media Europe fecharam o negócio para que a Crunchyroll se tornasse a proprietária majoritária do Viz Media Europe Group em dezembro passado. As empresas anunciaram o acordo em setembro de 2019. A Viz Media Europe SAS (Société par Actions Simplifiées ou sociedade anônima simplificada) anunciou em abril que mudou seu nome para Crunchyroll SAS.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Fonte: Aqui! Fonte […]