Review: One Piece World Seeker Confira ao review do mais novo lançamento da Bandai

Ana Paula
(redatora de noticias)
One Piece World Seeker
©One Piece World Seeker

Ficha Técnica – One Piece World Seeker

Desenvolvedora: Ganbarion
Distribuidora: BANDAI NAMCO Entertainment
Lançamento: 15 de março de 2019
Plataformas: PlayStation 4, Xbox One e PC
Gênero: RPG de ação

One Piece World Seeker é o primeiro jogo de mundo aberto da franquia com uma história original e o retorno de vários vilões já conhecidos da série além de toda a tripulação do Thousand Sunny.

Gráfico:

Como na maioria dos jogos baseados em anime os gráficos são mais cartunizados, mantendo os visuais e ataques especiais fiéis a obra original.

One Piece World Seeker
©One Piece World Seeker

Gameplay e Personalização:

A jogabilidade é bem fluida, com muita diversão e boas batalhas, apesar dos golpes recebidos não darem tanto dano ao jogador até o capitulo 8, facilitando o avanço no jogo. Os combates são no sistema corpo-a-corpo, muito simples, e os golpes são focados em combos. Um ponto negativo é que o único personagem jogável do jogo é o capitão Luffy, os demais personagens só servem como guias durante a jornada. E a personalização é um pouco limitada a desbloquear novas habilidades para Luffy, usando pontos ganhos ao derrotar inimigos, completar missões ou ao abrir baús de tesouro especiais.

One Piece World Seeker
©One Piece World Seeker

Personagens:

Além dos já conhecidos personagens do anime que incluem a tripulação do Thousand Sunny e alguns rivais como Germa 66, Buggy e Kizaru, dois novos foram adicionados ao jogo: Issac (O comandante de Prison Island) e Jeanne ( Líder do grupo de resistência contra a Marinha). Porém nenhum deles é jogável e servem só para a história.

One Piece World Seeker
©One Piece World Seeker
One Piece World Seeker
©One Piece World Seeker

História do Jogo:

Luffy e os Piratas do Chapéu de Palha exploram uma misteriosa ilha chamada Prison Island em busca de um tesouro perdido. No entanto, a busca se torna uma jornada de sobrevivência quando Luffy descobre que tudo era uma armadilha para capturar ele e seus amigos. Após alguns contratempos, Luffy é separado dos Chapéus de Palha e conhece uma moradora local, Jeanne. Ela explica a história da ilha que um dia foi conhecida como Jewel Island e que hoje vive sob o regime autoritário da Marinha. Com isso, Luffy habilita-se a ajudar Jeanne e os moradores do local, iniciando assim uma grande aventura.

One Piece World Seeker
©One Piece World Seeker

Considerações Finais:

Com as mecânicas costumeiras de outros jogos de anime como da série Naruto, gráficos bonitos e fieis a obra de inspiração, jogabilidade simples e uma história totalmente nova, o jogo de One Piece World Seeker é uma ótima pedida para os fãs da série.

PS: O game foi testado e analisado no Playstation 4, onde teve um ótimo desempenho.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  • Carlos Will

    pensando bem, tem tanto anime que dá pra fazer um jogo maravilhoso