Kodansha – Homem é preso após ameaçar de morte staff da editora "Nunca pretendeu realizar a ameaça em si"

Matheus Henrique
(redator de noticias)
Kodansha
©Kodansha

Nesta segunda-feira (20), a polícia do bairro de Otsuka em Tóquio prendeu um homem acusado de ameaçar os funcionários da Kodansha pelo Twitter.

O suspeito de 44 anos confirmou no seu depoimento que ele fez a ameaça depois das suas novels serem constantemente rejeitadas pela editora e acrescentou que “nunca pretendeu realizar a ameaça em si”.

Segundo a polícia, o morador de Okinawa, no dia 14 de maio, havia ameaçado pelo Twitter a Kodansha escrevendo que iria “esmagar as suas cabeças com um martelo e cortá-las com um cutelo”, e que “vou ao departamento editorial rasgá-los e encher com buracos” e ainda “apunhalar todo o departamento editorial”.

Kodansha notificou a polícia no final de maio sobre as ameaças.

As ameaças lembram do caso da Kyoto Animation. O ataque incendiário que ocorreu no edifício do Estúdio 1 da Kyoto Animation no bairro Fushimi da prefeitura de Quioto, na manhã de 18 de julho de 2019. O incêndio matou pelo menos 36 pessoas, ferindo mais 33, e destruiu a maioria dos materiais e computadores no Estúdio 1. É um dos piores incidentes de assassinato em massa na história do Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial e o incêndio à construção mais mortífero do país desde o incêndio do edifício Myojo 56 em 2001.

Mais sobre:

 Kodansha Ltd. é uma das maiores editoras japonesas de literatura e mangá, com sede em BunkyouTóquio. A Kodansha publica as revistas de mangá Nakayoshi, Afternoon, Weekly Shonen Magazine, assim como revistas mais literárias como Gunzou e Shuukan Gendai, para além do dicionário Nihongo Daijiten.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments